Últimas Notícias

Previous Next
  • 1
  • 2
  • 3
26-04-2019 SDM promove debate sobre o CINM na Universidade da Madeira... No próximo dia 3 de Maio, a SDM e a Escola Superior de Gestão e Tecnologia da Universidade da M...

Ler mais
12-04-2019 MAR novamente ao nível dos melhores pelo terceiro ano consecutivo... A qualidade da marinha mercante com bandeira portuguesa voltou a ser reconhecida internacionalmen...

Ler mais
13-03-2019 CINM gera receita de 121,7 milhões em 2018 De acordo com os dados mais recentes disponibilizados pela Autoridade Tributária (AT), em 2018, ...

Ler mais
27-02-2019 Em 2018 CINM mantém crescimento de entidades licenciadas e de emprego... Os dados finais sobre a evolução do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) em 2018...

Ler mais
13-02-2019 Connecting Software - Empresa do CINM inova ao nível da “Internet das Coisas”... Com quatro escritórios espalhados entre dois continentes, com 40 profissionais, 12 dos quais na ...

Ler mais
04-02-2019 Acção promocional do CINM em 2019 Principal objectivo da SDM é consolidar e alargar mercados Entre os dias 21 e 25 de Janeiro, a ...

Ler mais

Connecting Software - Empresa do CINM inova ao nível da “Internet das Coisas”


Com quatro escritórios espalhados entre dois continentes, com 40 profissionais, 12 dos quais na Madeira, a Connecting Software é uma empresa internacional que actua no segmento da interação de software, orientada para a chamada Indústria da Internet das Coisas (IIoT).

 

Thomas BerndorferThomas Berndorfer, empresário austro-germano, lançou o centro de desenvolvimento da Connecting Software na Madeira em 2017. Recorda que no início veio para a Madeira “porque era um lugar fantástico para viver e não tinha grandes planos para a divisão regional”. Mas, nos primeiros meses, reconheceu, “encontrámos programadores altamente motivados, bons profissionais e factores económicos e políticos favoráveis”, o que alterou as perspectivas da empresa para a Madeira. Desde a abertura na Região que a equipa tem vindo a crescer constantemente.

Actualmente com 12 profissionais, a Connecting Software pretende crescer ainda mais, aumentando a sua valia na estrutura do grupo que já detém escritórios em Viena, a sua sede, na Eslováquia e nos Estados Unidos da América.

Recentemente, a empresa expandiu o departamento de marketing na Região e prevê desenvolver também o serviço ao cliente através da Madeira estando, por isso, em fase de recrutamento para estas áreas, tanto no mercado regional como internacional, uma vez que pretende atrair para a Madeira especialistas internacionais no sector.

Na Madeira, sublinha o CEO, existe uma situação positiva para ambos os lados, para a empresa e para a Região, na medida em que há uma forte integração com a Universidade da Madeira, com os Governos da Madeira e da República e, especialmente, a existência do Centro Internacional de Negócios da Madeira que apresenta vantagens fiscais competitivas para o desenvolvimento de negócios à escala internacional como sucede com a Connecting Software.

Em simultâneo com a Eslováquia, a equipa da Madeira está a criar soluções de integração e sincronização para uma variedade de sectores e de negócios e um dos produtos mais recentes é um conector entre máquinas de produção numa fábrica e sistemas de negócios standard. Segundo Thomas Berndorfer “é a única solução no mundo que permite máquinas e sistemas de negócios falarem a mesma linguagem”, acessível em qualquer computador.

Esta capacidade de ligar soluções industriais com soluções de negócios através da mesma metodologia, incrementado a produtividade, faz da Connecting Software uma das empresas de topo na Europa nesta área.

“Nós ligamos software, mais facilmente, mais rápido e a um custo mais efectivo do que as ferramentas existentes actualmente e ajudamos com isso as empresas a serem bem-sucedidas nos desafios da digitalização e num mundo online”, diz Bernforfer.

A Connecting Software é uma empresa orientada para o universo dos negócios. A maioria dos clientes são entidades governamentais, grandes e pequenas empresas com sistemas integrados. Tem clientes como o Parlamento do Canadá ou departamentos de países como a Nova Zelândia, a Irlanda, a Inglaterra, a Holanda e os USA, para além de grandes empresas e marcas como a Securitas, a Compass Group, a 21st Century Fox, a Henkel, E.ON ou a Hitachi.

A solução revolucionária da Connecting Software

Máquinas que falam entre si é uma nova realidade e não uma fantasia à moda de Hollywood. Saímos para uma corrida e a nossa bracelete de fitness comunica informação para o telemóvel. Mandamos um sinal para a máquina de café via uma aplicação e até conseguimos começar uma máquina de lavar roupa remotamente se necessário.

A nível empresarial, já é possível resolver um azar que arrisca trazer grandes perdas à sua produção ou, vice-versa, detectar uma oportunidade de ouro para ultrapassar a sua concorrência.

Numa fábrica as máquinas produzem quantidades enormes da dados: se está a funcionar normalmente, se não está a sobre aquecer, qual a quantidade de energia que é consumida, se o material é suficiente, ,etc. Agora é possível que toda esta informação importante apareça em tempo real no computador de um gestor, com fácil leitura de gráficos, imagens e alertas, ou no quadro de aplicações standard para fins de negócios como o ERP ou o CRM.

Ou seja, as soluções criadas pela Conncecting Software actuam como um tradutor entre os sistemas de equipamento e os sistemas de negócios.

Segundo o seu CEO, o que esta empresa de IT fez é revolucionário. O seu OPC-UA Connector apenas precisa das capacidades básicas de um técnico e permite aprender integração dos dados da máquinas e software de negócios em três horas. Esta fácil integração é possível porque a solução utiliza uma linguagem universal e familiar para qualquer programador.

De acordo com o CEO, Thomas Berndorfer, o OPC-UA Connector reduz a codificação para mais de 90%, o que leva a menos bugs e a construção de interações, poupando trabalho dispendiosos aos programadores.

Os sistemas IIoT ajudam a prevenir defeitos nas máquinas antes de acontecerem e actuam antes de uma parte falhar ou a máquina falhar na totalidade. Por exemplo, os técnicos de campo podem identificar potenciais problemas no equipamento de clientes e arranjá-los antes de aborrecer o cliente.

Em suma, a sincronização das máquinas com software de negócios pode reduzir o tempo e os custos removendo a necessidade de inserir manualmente os dados e corrigir erros humanos.

 

 Para visitar o site da empresa poderá utilizar o seguinte link: Connecting Software

 

 

FaLang translation system by Faboba